top of page
  • Foto do escritorBruno Pauletti

7 Etapas do Processo de Tomada de Decisão: Descubra Quais São

No mundo corporativo, assim como ocorre na vida como um todo, tomar decisões nem sempre é uma tarefa fácil, quanto mais para uma startup. Pra que você possa fazer as melhores escolhas rapidamente, nós detalhamos as 7 etapas do processo de tomada de decisão.


Afinal, envolve escolhas e suas consequências. Em uma empresa, seja qual for seu porte e segmento, uma má escolha pode significar um grande prejuízo ou, até mesmo, o fracasso do negócio.


Jeff Bezos, fundador e ex-CEO da Amazon, diz que "nos negócios, a velocidade importa — e, além disso, um ambiente de rápida tomada de decisões é mais divertido também".


Acompanhe o post e confira o passo a passo para impulsionar os resultados da sua empresa.


Qual a importância da tomada de decisão para uma empresa?


etapas do processo de tomada de decisão

Em resumo, o processo decisório é uma escolha entre alternativas. Assim, podem se relacionar tanto a oportunidades quanto a resoluções de adversidades que o negócio enfrenta.


O principal objetivo é diminuir as incertezas do empreendedor, sempre visando um crescimento saudável da empresa, mantendo-o competitivo no mercado.


Então, a tomada de decisão tem papel fundamental em um negócio, pois permite obter as melhores oportunidades ou encontrar as soluções mais eficientes para algum desafio.


Mas vale ressaltar que o processo não garante a melhor escolha, mas sim contribui muito para que a decisão tomada seja a mais racional e estratégica possível.


"O papel das técnicas é estruturar o processo decisório, ajudando os gerentes a eliminar a improvisação e aumentar o grau de certeza na tomada de decisões", é o que afirma Herbert Alexander Simon, economista ganhador do Prêmio Nobel de Economia em 1978 com a Teoria da Tomada de Decisão.


Quais são as 7 etapas do processo de tomada de decisão?


7 etapas do processo de tomada de decisao

Como mencionamos, o processo decisório pode envolver tanto a escolha de oportunidades quanto a solução de problemas.


Entretanto, o passo a passo pode (e deve) ser seguido em ambos os casos.


A seguir, confira as 7 etapas do processo de tomada de decisão.


1. Identifique o problema


O primeiro passo é reconhecer a causa do problema. Então, entenda qual o desafio é preciso superar ou a pergunta que é preciso responder. É importante ser detalhista porque isso ajudará muito nas etapas seguintes.


Ao identificar a causa será possível entender a gravidade ou urgência. Caso haja mais de um problema, identificar os motivos de cada um ajudará a organizar as prioridades, ou seja, quais precisam ser resolvidos antes.


Listar as causas ou fazer um esboço em um gráfico no estilo mapa mental ajudará a compreender as causas porque é um método visual.


Esse primeiro passo das 7 etapas do processo de tomada de decisão é fundamental.


2. Reúna informações relevantes


Essa etapa é imprescindível para que a decisão seja bem fundamentada. Lembre-se de que uma escolha assertiva requer informações de diversas fontes.


Então, caso a sua empresa já tenha dados históricos sobre a questão, é importante analisá-los. Do mesmo modo, se a equipe já tentou resolver o problema, não deixe de entender como fizeram e identifique porque falharam.


Além disso, busque informações externas, como uma pesquisa de mercado, os serviços de um consultor ou mesmo conversando com outras pessoas do ramo.


Para isso, é sempre importante fazer o networking e manter ativa a sua rede de relacionamentos. São exemplos de recursos que você pode utilizar para a coleta de informações:

  • relatórios de desempenhos;

  • orçamentos sobre aquisição de produtos e serviços;

  • reunião com líderes;

  • feedbacks dos envolvidos;

  • pesquisas internas ou externas.


3. Liste as alternativas


Agora que você já sabe qual é o problema e tem informações importantes à mão, provavelmente você terá diversas ideias ou sugestões de como solucioná-los. Tomar uma decisão é escolher um caminho.


E, para isso, você precisa visualizar quais são eles. Então, faça uma lista com todas as alternativas possíveis. Por exemplo, se o problema é a falta de recursos, você pode ter as seguintes opções:

Este terceiro passo das 7 etapas do processo de tomada de decisão fará com que você exercite a geração de ideias e soluções.


4. Avalie as evidências


O próximo passo é analisar todas as opções listadas na etapa anterior, refletindo sobre os prós e contras de cada uma. Nessa fase também é importante criar uma lista para cada alternativa.


Ao final, você conseguirá examinar os pontos negativos e positivos com mais clareza.


Para isso, pondere sobre o que se ganha com tal opção, o que se perde, o que se ganha ao não fazê-la e o que se perde ao não fazê-la.


5. Escolha a alternativa


Após analisar com atenção o custo-benefício de cada uma das opções, certamente você terá condições de escolher aquela que é mais benéfica para solucionar o problema da sua empresa.


No entanto, é importante ressaltar que há casos em que a melhor decisão não se trata de escolher apenas uma alternativa, mas sim uma combinação de algumas opções diferentes.


A tomada de decisão requer estratégia e criatividade. Por esse motivo, não seja tão rígido e não se limite a escolher apenas uma, se for o caso. Nesses casos, o ideal é ordenar as decisões, com a ajuda da etapa 3 das 7 etapas do processo de tomada de decisão que citamos acima.


Por exemplo: ir em busca de investimento Pré-seed para validar o seu modelo de negócio e, depois disso, lançar algum produto ou serviço.



6. Coloque a alternativa em prática


Agora é a hora de colocar a opção escolhida em prática.


Para isso, reserve um tempo e elabore um plano de implementação. Para isso, detalhe os passos, delegue funções e esteja certo de que todos os membros da equipe estejam alinhados, ou seja, que todos compreenderam seus papéis e quais atividades deverão realizar.


7. Analise o impacto da decisão


Após implementar a alternativa, é essencial acompanhar os resultados. A forma mais eficaz é utilizando métricas de sucesso.


Afinal, isso ajudará a entender se as novas ações estão gerando resultados positivos ou se é preciso traçar novas estratégias.


Para escolher os indicadores ideais é preciso levar em consideração o setor no qual foi implementada a decisão. Alguns exemplos são:

  • margem bruta de lucro;

  • retorno sobre o investimento;

  • produtividade;

  • receita recorrente;

  • número de prospectos gerados;

  • taxa de turnover;

  • net promoter score;

  • taxa de retenção de clientes;

  • lifetime value.

Portanto, agora que você já conhece os 7 passos do processo de tomada de decisão, não deixe de seguir esse método.


Assim, você conseguirá fazer as melhores escolhas para impulsionar seus resultados e fazer com que sua empresa atinja voos mais altos.


Que tal saber mais sobre como alavancar sua startup? Então, aproveite a visita no blog e entenda o que é investimento anjo e qual é o momento de buscar um para o seu negócio.


1.347 visualizações
bottom of page