top of page
  • Foto do escritorLeonardo M. Pauletti

Guia para Você Conquistar o Investimento Anjo para sua Startup

Investimento anjo. Talvez você já tenha ouvido falar, mas sabe o que é? E como esse tipo de investimento pode ser a chave para o sucesso da sua startup?


No cenário altamente competitivo e acelerado das startups, a diferença entre o sucesso e o fracasso pode depender da sua capacidade de garantir o capital necessário para colocar suas ideias em prática.


Bem-vindo a este guia completo sobre investimento anjo, a primeira de várias rodadas de investimento que uma startup pode passar.


Através deste artigo, você encontrará uma análise aprofundada do que é investimento anjo, como ele funciona, e quais são os principais fatores que um investidor-anjo considera antes de aplicar seu dinheiro em uma startup.


Discutiremos ainda sobre a lei do investidor anjo, e daremos dicas práticas sobre como saber se você precisa de um investidor anjo e como conseguir este tipo de investimento.


Independentemente de você ser um CEO experiente, um COO, CFO, um fundador de startup no início da jornada ou que está pensando em criar ou abrir uma startup, este artigo fornecerá uma visão completa de como o investimento anjo pode ser uma peça fundamental para a expansão e o crescimento da sua empresa.


Agora, prepare-se para embarcar nesta jornada informativa e entender como o investimento anjo pode ser o alicerce que sua startup precisa para alçar voos mais altos!


O que é Investimento Anjo?


Pare um momento e imagine uma figura celestial pairando sobre uma startup promissora, pronta para impulsionar a ideia ao próximo nível.


Esse ser benevolente é a personificação do que chamamos de investimento anjo.


Mas, de onde vem esse termo celestial?


A origem do termo "investimento anjo" pode ser traçada até o início do século XX, quando era utilizado para descrever os indivíduos afluentes que forneciam financiamento para produções teatrais de alto risco.


Hoje, o termo tem uma conotação um pouco diferente, mas mantém o mesmo espírito de suporte a ideias promissoras que necessitam de recursos financeiros para deslanchar.


No universo das startups, um investidor anjo é alguém que fornece capital, geralmente em troca de participação acionária conversível em dívida, para startups ainda em fase inicial.


Este tipo de investimento é feito principalmente por indivíduos ou grupos de indivíduos ricos, também conhecidos como anjos, que acreditam na ideia e veem potencial de crescimento e sucesso.


Esse conceito, apesar de simples, desempenha um papel crucial no ecossistema de startups, impulsionando o crescimento e desenvolvimento de muitas empresas que hoje são líderes de mercado.


Portanto, entender o investimento anjo é uma parte fundamental para qualquer fundador de startup que busca decolar sua ideia inovadora.


Qual é o papel de um investidor-anjo?


Em nossa jornada explorando o investimento anjo, é crucial entendermos exatamente o papel que um investidor-anjo desempenha.


Apesar do nome angelical, os investidores-anjo são essencialmente investidores de risco que aplicam seu próprio capital em startups promissoras em troca de participação acionária ou dívida convertível. Mas seu papel vai muito além do aspecto financeiro.


Por certo, a contribuição de um investidor-anjo para uma startup é multiforme.


Ele não só fornece o tão necessário capital inicial, mas também oferece suas competências, experiência e rede de contatos. Um investidor-anjo muitas vezes assume o papel de um mentor, oferecendo orientações estratégicas, ajudando a moldar a visão da empresa e até mesmo facilitando conexões com parceiros, clientes potenciais e outros investidores.


Tendo isso em mente, é fácil ver como um investidor-anjo pode ser um ativo valioso para qualquer startup.


Ainda assim, surge a pergunta: o investidor anjo é sócio da startup?


Em termos técnicos, sim, o investidor-anjo se torna um sócio da empresa ao adquirir uma participação acionária.


No entanto, é importante notar que o relacionamento entre um investidor-anjo e uma startup é fundamentalmente diferente do de um sócio típico.


O investidor-anjo não está geralmente envolvido no dia-a-dia da empresa, mas eles têm um interesse financeiro direto no seu sucesso.


Afinal, a prosperidade da startup significa um retorno maior sobre o seu investimento inicial.


Portanto, a presença de um investidor-anjo em uma startup não é apenas uma injeção de capital. É uma parceria estratégica que pode acelerar o crescimento, abrir portas e, finalmente, levar uma empresa ao sucesso.


O que um investidor-anjo busca?


Em primeiro lugar, é crucial entender que os investidores-anjo não são apenas indivíduos com dinheiro para gastar; eles são empresários experientes, empreendedores de sucesso e profissionais especializados que estão buscando investir seu capital de maneira inteligente e com grande potencial de retorno.


Mas o que exatamente um investidor-anjo busca ao avaliar uma startup para investimento?


Os principais fatores que um investidor-anjo considera podem variar, mas geralmente se resumem a alguns elementos-chave.

  • Viabilidade do produto ou serviço: O produto ou serviço oferecido pela startup tem um mercado viável? Há uma demanda real que a startup atende ou pode atender no futuro?

  • Equipe fundadora: Os fundadores são apaixonados, dedicados e têm a experiência necessária para conduzir o negócio ao sucesso? Qual é a capacidade deles na tomada de decisões e resolução de problemas? A capacidade de liderança e para inspirar pessoas? Tomar decisões de investimento? O investidor-anjo geralmente busca fundadores que demonstram ter habilidades de liderança, capacidade de se adaptar e que estejam prontos para enfrentar os desafios que surgirão.

  • Escalabilidade: O negócio tem o potencial para crescer e se tornar lucrativo a longo prazo? Um negócio escalável é um elemento crítico que os investidores-anjo buscam.

  • Visão e planejamento estratégico: A startup tem uma visão clara e um plano estratégico bem definido? Orçamento empresarial concreto? Os investidores-anjo querem ver que a empresa tem um caminho a seguir e um plano de ação claro para atingir seus objetivos.

  • Retorno do investimento: Embora o investimento anjo seja um investimento de alto risco, os investidores-anjo também esperam um alto retorno do investimento. Eles querem ver que a empresa tem o potencial para oferecer esse retorno.

Em suma, um investidor-anjo busca uma combinação de uma ideia de negócio promissora, uma equipe forte e dedicada, um mercado potencial grande e a capacidade de fornecer um retorno substancial sobre o investimento.


Ao apresentar esses fatores de forma clara e convincente, uma startup tem uma chance muito maior de atrair um investimento anjo.


Como o Investimento Anjo funciona?


O investimento anjo é uma jornada e não uma simples transação.


Acompanhe conosco o passo a passo de como essa jornada acontece:


1. Avaliação e abordagem


A primeira fase envolve o reconhecimento da startup. O investidor anjo deve estar convencido de que a empresa tem potencial para gerar retornos significativos.


Este é um processo que pode envolver a pesquisa online, assistir a demonstrações e ouvir apresentações de pitch deck bem desenvolvido.


A avaliação da proposta de valor da empresa, a força da equipe de gestão e o potencial de mercado são todos critérios importantes.


2. Due diligence


Após a abordagem inicial, entra em cena a due diligence. O investidor anjo irá realizar uma análise aprofundada para validar as informações apresentadas pela startup. Isso pode envolver a verificação de documentos financeiros, contratos, direitos de propriedade intelectual, entre outros.


3. Negociação do acordo de investimento


Uma vez que a due diligence é concluída com sucesso, a próxima etapa é negociar os termos do investimento. Aqui, questões como a valorização da empresa, a estrutura do acordo de investimento e os direitos do investidor são discutidos.


4. Fechamento e transferência de fundos


Depois de acertados os termos, o acordo é formalizado e os fundos são transferidos para a conta da empresa.


5. Participação pós-investimento


O papel do investidor anjo não termina com a transferência de fundos. Muitas vezes, eles se envolvem na gestão e orientação da empresa, ajudando a dirigir o crescimento e o sucesso da startup.


Como funciona o contrato de investimento anjo?


O contrato de investimento anjo estabelece os termos e condições acordados entre a startup e o investidor.


Os detalhes mais comuns no contrato incluem a quantidade de capital que está sendo investido, a valorização da empresa e o percentual de participação que o investidor receberá.


O contrato também pode detalhar outros direitos e responsabilidades do investidor.


Por exemplo, se o investidor terá um lugar no conselho, se terá alguma preferência na distribuição de dividendos, ou se tem o direito de vender sua participação para terceiros.


Em resumo, é essencial que o contrato de investimento anjo seja claro, transparente e proteja os interesses de ambas as partes. É sempre aconselhável que ambas as partes obtenham assessoria jurídica antes de assinar qualquer acordo de investimento.


Qual a lei do Investidor Anjo no Brasil?


Para que possamos compreender a legislação que envolve o investimento anjo no Brasil, é essencial voltar nossa atenção para a Lei Complementar 155 de 2016.


Com a implementação desta lei, ficou estabelecida uma definição legal para a figura do investidor-anjo, o que marcou um grande passo na consolidação do ecossistema de startups no Brasil.


Segundo a lei, o investidor-anjo é aquele que aplica seus recursos em sociedades empresárias de pequeno porte, não sendo considerado sócio nem tendo qualquer direito à gerência ou voto na administração da empresa.


Além disso, o investidor-anjo não responde por qualquer dívida da empresa, inclusive em caso de recuperação judicial.


Assim, a Lei do Investidor Anjo proporciona maior segurança jurídica, tanto para o investidor quanto para a startup, pois define claramente as responsabilidades e direitos de cada parte envolvida.


A remuneração do investidor-anjo, por outro lado, será definida por contrato de participação, e deve ser compatível com os riscos inerentes ao investimento. Este contrato terá prazo determinado e o retorno do investimento pode ser realizado após um período de carência de no mínimo dois anos e no máximo sete anos.


É importante frisar que a Lei do Investidor Anjo contribui significativamente para o ambiente de negócios no Brasil, fornecendo um caminho regulamentado e seguro para aqueles que desejam apoiar o empreendedorismo inovador.


Portanto, para os CEOs e fundadores de startups, compreender essa lei é crucial para maximizar as chances de obter um investimento anjo bem-sucedido.


Indicamos também que você consulte a Lei das Startups aqui.


Dados e estatísticas


Segundo a ONG Anjos do Brasil, o volume de investimento anjo em startups cresceu 17% em 2021. A expectativa é que 2022 feche com, pelo menos, 10% de aumento nesse tipo de aplicação.


Sobre a média dos últimos investimentos, a ONG destaca que um investidor anjo no Brasil costuma aplicar cerca de R$ 130 mil por ano em uma startup.


Para você ter uma ideia, no último ano, o Brasil registrou a cifra de R$1 bilhão investido desta maneira; volume substancialmente inferior aos U$ 29 bilhões investidos anualmente nessa aplicação nos EUA, auxiliando 64 mil startups.


Ou seja, o Brasil tem grande potencial para receber esse investimento anjo, com milhares de negócios inovadores, tecnológicos e disruptivos à espera de investidores inteligentes e arrojados.


Como saber se a sua startup precisa de um investidor anjo?


Na jornada de qualquer empreendedor, sempre há um momento em que se levanta a questão: "Preciso de um investimento anjo para a minha startup?".


Esta é uma questão complexa, que merece uma resposta cuidadosa.


Afinal, envolve a entrada de uma nova voz influente no futuro de sua empresa.


Primeiramente, é importante compreender que o investimento anjo não é apenas uma injeção de dinheiro na sua empresa. É também um voto de confiança em seu projeto e a adição de um parceiro que pode trazer muito mais do que apenas recursos financeiros.


Um investidor anjo pode trazer consigo experiência, orientação e uma rede de contatos que pode ser extremamente valiosa para sua startup.


Portanto, vamos aos sinais que podem indicar que a sua startup poderia se beneficiar do investimento anjo:

  • Desenvolvimento Acelerado: Se a sua startup tem potencial para um crescimento rápido e está em uma fase onde precisa de fundos para aproveitar esse potencial, o investimento anjo pode ser uma opção ideal.

  • Conhecimento e Orientação: Se a sua startup poderia se beneficiar da experiência, do conhecimento de mercado e da orientação estratégica que um investidor anjo pode oferecer, esse é outro sinal que indica a necessidade de buscar esse tipo de investimento.

  • Precisão de Networking: Os investidores anjo, muitas vezes, possuem uma vasta rede de contatos que pode ser vital para a sua startup. Se sua empresa precisa desse impulso, essa pode ser a hora certa para buscar um investimento anjo.

  • Capital Insuficiente: Se você está lutando para financiar o desenvolvimento de produtos, marketing, aquisição de talentos ou outras operações essenciais, um investidor anjo pode ser a solução.

  • Crescimento do Mercado: Se o seu mercado alvo está crescendo e você precisa de fundos para aproveitar as oportunidades que estão surgindo, um investimento anjo pode ser a chave para essa expansão.

Nesse contexto, compreender quando sua startup precisa de um investimento anjo é uma habilidade crucial.


Este não é apenas um marco financeiro, mas um sinal de maturidade para a sua startup, mostrando que ela está pronta para crescer e se expandir de maneiras que não seriam possíveis sem esse suporte adicional.


Como conseguir um investimento anjo


Diante do potencial de crescimento exponencial que uma startup oferece, o investimento anjo surge como uma das principais formas de financiamento.


Mas, conseguir um investimento anjo é fácil?


A resposta simples é não.


Embora o potencial para ganhos enormes exista, ele vem acompanhado de riscos significativos.


Portanto, a busca por um investimento anjo deve ser meticulosa e bem planejada.


Primeiramente, para atrair um investidor anjo, é essencial construir um projeto sólido que demonstre o valor e o potencial de crescimento do seu negócio.


Aqui estão algumas dicas para criar um projeto eficaz:

  • Entenda seu mercado: Conheça o tamanho, o crescimento e as tendências do mercado em que está inserido.

  • Plano de negócios sólido: Seu plano deve incluir a missão, visão e objetivos claros, juntamente com uma estratégia sólida para atingir esses objetivos.

  • Modelo de receita: Descreva claramente como sua startup vai gerar receita. As projeções financeiras devem ser realistas e baseadas em dados.

  • Equipe forte: Investidores anjos investem em pessoas, não apenas em ideias. Demonstre que você tem uma equipe competente e apaixonada.

Agora, você pode estar se perguntando, onde encontrar um investidor anjo?


Existem várias plataformas online dedicadas a conectar startups com investidores anjo, a alguns cliques de distância do Google.


Nós da EquityRio também ofertamos investimento anjo para startups que passam pelo nosso processo de investimento.


Além disso, eventos de networking, competições de startups e programas de aceleração também são excelentes oportunidades para encontrar investidores anjo.


Lembre-se, o investimento anjo é uma relação simbiótica que beneficia tanto a startup quanto o investidor.


Ao se preparar adequadamente, você aumentará suas chances de atrair o investidor certo para o seu negócio.




Se você está buscando informações sobre investimento anjo para a sua startup, mas não sabe muito bem por onde começar, veio ao lugar certo.


Afinal, é preciso buscar conhecimento para entender o momento ideal de atrair esse tipo de investidor.


Se você já criou e abriu a sua startup, este conteúdo será extremamente útil para você.


Nosso objetivo aqui é entregar tudo o que, como uma investidora-anjo de startup, consideramos fundamental, tanto em conhecimento como know-how.


Isso porque investidores-anjo, como nós, somos executivos bem-sucedidos que já passamos pelas fases iniciais de um empreendimento e, agora, estamos preparados para ir além, aplicando em negócios com alto potencial de sucesso: as startups.


Mas, afinal, o que é um investimento anjo?


Como startups fazem para captar investidores-anjo?


Qual é o momento certo de buscar um para o seu negócio?


É sobre isso que vamos falar neste conteúdo. Então, continue a leitura e entenda todos os detalhes!


Conclusão


Ao longo deste artigo, percorremos juntos um caminho que explora todos os aspectos do investimento anjo.


Desde sua definição até os elementos-chave que um investidor-anjo considera ao tomar decisões de investimento, oferecemos um vislumbre completo do que essa modalidade de apoio financeiro representa.


Aprendemos que o investimento anjo é mais do que um simples apoio financeiro. Ele é um compromisso de alavancar startups inovadoras, provendo não apenas recursos financeiros, mas também experiência, conhecimento e uma rede de contatos valiosa.


Descobrimos que um investidor-anjo desempenha um papel vital nas primeiras fases de uma startup, orientando e apoiando o empreendedor no desenvolvimento de seu negócio.


Além disso, entendemos que um investidor-anjo busca, além de um retorno financeiro, a satisfação de ajudar a construir empresas de sucesso a partir do zero.


No entanto, o caminho para atrair um investimento anjo não é fácil. Ele exige um plano de negócios sólido, uma ideia inovadora, uma equipe dedicada e a disposição de aceitar o conselho de quem já percorreu esse caminho.


O aprendizado principal é que o investimento anjo é uma ferramenta valiosa para startups em estágio inicial. Ele pode fornecer o impulso financeiro necessário para acelerar o crescimento, mas também oferece o conhecimento e a orientação valiosos de um investidor experiente.


Por fim, gostaríamos de convidá-lo a dar o próximo passo.


Se você acredita que sua startup se beneficiaria de um investimento anjo ou investimento pré-seed, e está pronto para dar o próximo passo, convidamos você a cadastrar seu pitch deck conosco.


Vamos juntos dar vida à sua visão e transformar sua startup em uma história de sucesso!

261 visualizações
bottom of page